Bolivianos festejam Alasitas

Por Eduardo Cedeño Martellotta 
Dia 24 de janeiro último a comunidade boliviana residente em São Paulo comemorou na rua Coimbra, bairro do Brás, a tradicional Festa de Alasitas.
Alasitas é uma feira que reúne todas as camadas sociais da Bolívia, centrada em miniaturas, que fazem parte do imaginário dos aymarás, nome de um povo e respectiva língua da Bolívia.
Nela se passam todos os desejos de fartura, prosperidade e sorte para o ano que se inicia. A palavra Alasita vem do idioma aymará e significa “compre de mim”. Este evento tem base na cidade de La Paz, mas também pode ser visto em outras cidades da Bolívia. Tem como principal característica a venda de miniaturas que tem uma finalidade ritual. Há, principalmente, miniaturas de coisas que fazem parte do universo doméstico, como fogões e geladeiras. Há também casas, carros, e malas de dinheiro. Galos e galinhas garantem amor.
Outras miniaturas interessantes que se pode comprar são carrinhos de supermercado cheios. Enfim, todo aquele bem material que alguém possa desejar.

Tradição de 231 anos
A tradição da feira teve início em 1781, quando o governador de La Paz, Sebastián Segurola, determinou que se celebrasse uma festa anual em homenagem à divindade pré-colonial chamada Ekeko (deus da Abundância). Essa homenagem se devia ao fato de a cidade de La Paz ter sobrevivido ao cerco comandado por Túpac Katari e que durou 109 dias (em uma das maiores rebeliões indígenas contra o domínio espanhol na região do Alto Peru). 

Comidas típicas
O boliviano Aurélio (foto ao lado) está há 4 anos em São Paulo. Reside na Mooca. Ele contou, em entrevista ao Jornal do Brás e Portal E5 Brasil, que a festa é constituída também de comidas típicas, como o prato paseño e a chicha. Segundo ele, o paseño é feito de milho (o ‘choclo’, que tem grãos grandes), carne, queijo frito e favas cozidas (vagem). Já a chicha é uma bebida fermentada cujo nome é em homenagem ao Estado da Bolívia homônimo, onde a sua população tem o costume de consumir a chicha, feita em diversas variedades, com álcool ou não, sendo uma delas feita de amendoim.
Sobre São Paulo, gosta muito da cidade que o acolhe, e se sente bem aqui. “Cerca de 80% dos bolivianos que estão aqui são costureiros. Outra parte trabalha nas áreas de informática e mecânica”, disse Aurélio.



Os pães marraqueta e sarnita fazem parte da culinária boliviana











Mamani vendeu pães do tipo colisa











Flávia vendeu cereais na rua Coimbra
















Os amigos Franklin e Luís são do Brás e também vieram curtir a festa










Jorge e Ivana degustam o “plato paseño”











Eds vendeu “tarjetas” telefônicas e canetas












A chicha do Ronald fez sucesso na festa

0 comentários:

Anuncie aqui !!

banner image

Anuncie no Portal E5

Faça seu produto, serviço ou empresa aparecerem aqui no Portal E5 !! Saiba mais , Fale conosco e solicite um orçamento (clicar no formulário abaixo)

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Web Rádio E5 AO VIVO 24h

Web Rádio E5 AO VIVO 24h
Transmissão todos os dias

Web Rádio E5 no Spotify

Web Rádio BOA DEMAIS

Anuncie aqui !!

banner image

Jornal do Brás

Jornal do Brás no Facebook

Web TV E5