Anuncie ! 728x90

Academia prepara futuros campeões do Boxe



Por Eduardo Martellotta
Portal E5 e Jornal do Brás

Reintegração à sociedade e formação de campeões. Assim podem ser descritos os principais objetivos da Academia Jovem de Ouro, situada na rua Rio Bonito, 616, onde há dois anos o atual bicampeão mundial de boxe WPC pena e super galos, Giovanni Andrade, ensina boxe a diversos jovens. O esporte e outros – Jiujitsu, Capoeira, Ninjutsu, Muay thay, Taekwondo, Ginástica para Terceira Idade, Futebol, Voleibol, Futsal e Atletismo são ministrados gratuitamente no Instituto Bem Maior, entidade beneficente existente há 4 anos.
Giovanni Andrade tem em seu cartel 85 lutas, 72 vitórias, sendo 60 por nocaute, e apenas 13 derrotas. Ele é o maior nocauteador do boxe brasileiro e o segundo com o maior número de vitórias, atrás apenas de Adilson “Maguila” Rodrigues.
Giovanni começou a lutar aos 16 anos de idade. Em sua última luta dia 14 de janeiro deste ano, nocauteou o argentino Walter Rojas no 2º round em Buenos Aires. Aos 47 anos, tem vasta experiência internacional tendo morado em Las Vegas por um bom tempo, onde disputou o título mundial e o defendeu por mais de 26 vezes. Lutou em quase todos os continentes,  por várias organizações - WBA,WBO ,WBU, IBC, IBO e WPC.
Conheça os frequentadores do instituto e os jovens que aspiram um dia conquistar o título mundial de Boxe.




Melhor Idade com Saúde
Frequentadora da Ginástica para Terceira Idade, dona Branca (foto), mora na av. Celso Garcia e está na ginástica há 4 anos. Ela é uma exímia corredora e já participou de diversas corridas, como a Maratona de São Paulo. As aulas de Ginástica para Terceira Idade ocorrem às segundas, quintas e sextas-feiras a partir das 15h, com o próprio Giovanni Andrade e tem orientações de fisioterapeutas e nutricionistas.


Árabe é veterano no Boxe
Mohamad Said chegou ao Brasil em 1999. Nasceu na Síria e foi criado na Jordânia. Antes de vir para o País, era lutador de Boxe amador na Síria, Iraque, Nigéria, Rússia e Romênia.
Ele começou sua carreira profissional no Brasil. O sírio Mohamad acumula em sua carreira de boxeador, os títulos de Campeão Paulista médio e super médio, Campeão Brasileiro médio e Ibero-Americano médio. Em 2004, Giovanni o levou para os EUA (onde conquistou título FIB Latino) e Canadá, quando disputou título mundial. Em 2015, lutou pela Organização Mundial de Boxe Latino na Argentina. Após dois anos fora dos ringues, voltou há dois meses em uma luta no Guarujá, vencida por ele na contagem dos pontos.  

Boliviano encontra no boxe a salvação
Deyvis Rodriguez Flores está há dois anos na Academia Jovem de Ouro. Sempre foi fanático por Boxe. Vindo de Cochabamba, Bolívia, disse que encontrou no esporte uma porta aberta, uma salvação na sua vida.
Ele, que tem 20 anos, disputou vários títulos pela academia. Entre os melhores, conquistou no Rio de Janeiro, já como profissional. E sonha alto: sua meta é disputar o título mundial. Atualmente Deyvis mora em Guarulhos.


Campeã sul-americana era usuária de drogas
Elica Jamile, 24 anos (à esquerda na foto, durante combate) lembrou que era usuária de cocaína, maconha e lança-perfume e é um exemplo de superação no esporte. “Já passei seis dias fora de casa, só usando drogas. Eu ia às baladas para preencher o vazio que havia dentro de mim, mas vi que aquilo estava me aprofundando cada vez mais e foi aí que conheci o Boxe”, disse Elica, completando que as aulas da academia, no início, eram realizadas na rua Dr Carlos Botelho.
Foi uma amiga que a encaminhou para o Boxe, recordou-se ela, que achava que não tinha jeito para o esporte. A partir daí, começou a treinar firme e sua carreira decolou. Elica Jamile é profissional há 3 anos, onde tem o impressionante retrospecto de 11 lutas com 10 vitórias e um título sul-americano em maio de 2015. “Meu objetivo é conquistar o título mundial e vou treinar forte para chegar lá”.


Bicampeão Mundial de Boxe, Giovanni Andrade (esq. na foto) ensina o esporte aos jovens na Academia Jovem de Ouro, rua Rio Bonito, 616, graças ao apoio da lenda viva do Boxe, jornalista Newton Campos, presidente da Federação Paulista de Boxe


Related Post

Previous
Next Post »

Web TV E5