Hasta (Até) 3.000 metros de altura (altitude), puede sí (pode sim)




Bem na rua Coimbra, no Brás, reduto de bolivianos que moram em São Paulo, foi colocada uma faixa em castelhano, que faz um protesto contra o recente veto da FIFA a jogos de futebol acima de 2.500 metros acima do nível do mar. De nada adiantou tal "rechazo".
É que o presidente da entidade, Joseph Blatter, anunciou dia 27 de junho último a decisão da organização de manter a proibição de disputar jogos de classificação para a Copa do Mundo em cidades situadas em grande altitude, mas aumentou a altura máxima de 2.500m acima do nível do mar para 3.000m.
O Comitê Executivo da FIFA adotou essa determinação, que mantém o impedimento para que sejam disputados esses jogos em La Paz (Bolívia) e Cuzco (Peru), mas habilita Bogotá (Colômbia), que está a 2.640 metros, e Quito (Equador), situada a 2.800 metros. Isso quer dizer que não muda nada para a Bolívia, que teria de mandar seus jogos das Eliminatórias em Santa Cruz de la Sierra, que está situada ao nível do mar.
Fotos: Estádio Hernando Siles, em La Paz, situado a 3.600 metros de altitude e faixa da rua Coimbra (foto da faixa feita por Eduardo Cedeño Martellotta).
Eduardo Cedeño Martellotta

Jornalista pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte pela FMU. Editor Geral, Redator e Repórter do Jornal do Brás (2004 a 2021). Co-autor e Prefaciador de livros e antologias da Editora Matarazzo. Autor do livro "Brás e seus Logradouros - origem e história". Trabalhou nas Rádios DaCidade AM e Terra AM. Criador e Editor do Portal E5 (2010 a 2021).

4 Comentários

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem