Junho Vermelho lembra importância da doação de sangue

 


Campanha de conscientização do Banco de Sangue de São Paulo reforça a importância do gesto solidário que salva vidas. Ao longo do mês doadores serão homenageados com um coração antiestresse 

A campanha Junho Vermelho, uma alusão à cor do sangue, realizada nacionalmente, foi criada com o objetivo de conscientizar a sociedade sobre a importância do gesto solidário de doar sangue, especialmente neste mês em que é celebrado, em 14 de junho, o Dia Mundial do Doador de Sangue.

No Banco de Sangue de São Paulo, ao longo do mês, haverá ações de conscientização alusivas à campanha, veiculadas em seus canais de mídias sociais - Facebook e Instagram -, com o tema: "O Caminho para a Solidariedade", cujo conceito é a trilha que o doador deve percorrer para praticar esse gesto solidário que pode salvar até 4 vidas. O mote complementar na peça ressalta: "É mais simples do que você pensa, o seu caminho pode ajudar outros 4. Doe sangue!".

De acordo com Bibiana Alves, líder de captação do Banco de Sangue de São Paulo, são fundamentais as campanhas de sensibilização para a necessidade das doações de sangue, principalmente neste momento em que o país enfrenta as consequências da grave crise sanitária.

"Com o Junho Vermelho, realizado em âmbito nacional, esperamos que mais pessoas possam despertar para a importância das doações de sangue. Milhares de pacientes que estão em tratamentos clínicos, especialmente os oncológicos e transplantes, além dos pacientes com Covid-19 necessitam desse gesto solidário, e fazem com que as doações sejam ainda mais urgentes", diz Bibiana.

Para que os estoques se mantenham em um nível confortável, são necessárias 160 doações diárias, porém, desde o início do ano, a unidade vem enfrentando um déficit de 40% em seus estoques sanguíneos.

O Banco de Sangue de São Paulo segue rigorosamente todos os protocolos contra a Covid-19 e recentemente conquistou o selo Covid Free de Excelência, que é concedido às instituições que mantêm boas práticas preventivas para o enfrentamento ao coronavírus.

A unidade atende de segunda a sexta, das 8h às 17h, e sábados, domingos e feriados, das 8h às 16h. Está localizada na Rua Tomás Carvalhal, 711, Paraíso. Fone: (11) 3373-2000. Fonte: àsClaras Comunicação

 

Pró-Sangue também chama doadores

A Fundação Pró-Sangue, instituição pública ligada à Secretaria de Estado da Saúde, coleta e processa cerca de 10.000 bolsas de sangue por mês, destinadas para o atendimento de mais de 100 instituições públicas de saúde da rede estadual. Nesse momento, a Fundação opera com apenas 50% dos estoques e os tipos O+ e O- estão em emergência. http://www.prosangue.sp.gov.br/ fone (11) 4573-7800.

Quem pode doar 

Para a doação, é necessário ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos. Para menores de 18 anos, é necessário o consentimento dos responsáveis. A pessoa também precisa pesar mais de 50kg e levar um documento de identidade original, com foto recente.


                           Estação Tamanduateí do Metrô também ficou iluminada de vermelho

                        Foto: Assessoria de Imprensa - Secretaria dos Transportes Metropolitanos

 

Eduardo Cedeño Martellotta

Jornalista pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte pela FMU. Editor Geral, Redator e Repórter do Jornal do Brás (2004 a 2021). Co-autor e Prefaciador de livros e antologias da Editora Matarazzo. Autor do livro "Brás e seus Logradouros - origem e história". Trabalhou nas Rádios DaCidade AM e Terra AM. Criador e Editor do Portal E5 (2010 a 2021).

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem