Família Martellotta em livro

terça-feira, maio 20, 2008


Um site americano exibe um livro, cujo título é "The Martellotta Name in History" (O Nome Martellotta na História). Ele é vendido por 29,95 dólares (cerca de 53 reais) no site. A capa tem até a imagem da famosa Estátua da Liberdade.
Eu que pertenço à família, adoraria tê-lo, tamanha é a curiosidade que eu tenho.
Família Martellotta em livro Família Martellotta em livro Reviewed by Eduardo Cedeño Martellotta on terça-feira, maio 20, 2008 Rating: 5

Palmeiras resgata orgulho da torcida com a conquista do Paulistão

domingo, maio 04, 2008

Domingo de festa para a Sociedade Esportiva Palmeiras e sua imensa torcida. No seu estádio, a equipe esmeraldina conquistou o 22º título no Campeonato Paulista, após derrotar a Ponte PentaVice Preta, pelo elástico placar de 5 a 0. Alex Mineiro (3), Valdivia e Ricardo Conceição (contra) fizeram os gols palestrinos.
Merecido caneco pela ótima campanha: em 23 jogos, foram 15 vitórias, 4 empates e 4 derrotas. A conquista deve-se muito ao técnico Wanderley Luxemburgo, o mesmo que deu os títulos de 1993, 1994 e 1996 no Paulista ao Palmeiras - em 1993 depois de uma fila de 16 anos sem títulos.
Agora, em 2008, Luxemburgo vence de novo o Paulista após um jejum de 11 anos do Verdão sem ser campeão no mesmo campeonato. Quem diria, ele que em 1990 fez muitos palmeirenses chorarem quando seu Bragantino eliminou o favorito alviverde. Aquele foi o primeiro Paulista de Luxemburgo. O competente técnico resgata o orgulho da torcida, antes apagado pela falta de títulos e pelo rebaixamento do time em 2002 no Brasileiro, com a volta por cima no ano seguinte à Primeira Divisão.
Também merecem aplausos Marcos, Diego, Elder Granja, Gustavo, Henrique, Leandro, Pierre, Martinez, "El Mago" Valdivia, Denilson, Lenny, Kleber, Alex Mineiro (o artilheiro do Paulistão 08, com 15 gols) e outros atletas que participaram da campanha.
Eu confesso que estava com muito medo da final. Isso porque quatro dias antes o Palmeiras tomou uma sonora goleada do Sport, ficando fora da Copa do Brasil. E não saiam da minha cabeça as finais com times do interior - a do Paulistão de 1986, perdida para a Inter de Limeira, e a do Brasileirão de 1978, com o Guarani derrotando o Verdão, embora nesta segunda oportunidade eu estivesse com apenas dois anos de idade e portanto, não vi o Careca fazer aquele gol em nós (ainda bem!).
Mas felizmente deu tudo certo e só quem torce para o Verdão sabe da emoção de ser campeão paulista doze anos depois.
Palmeiras resgata orgulho da torcida com a conquista do Paulistão Palmeiras resgata orgulho da torcida com a conquista do Paulistão Reviewed by Eduardo Cedeño Martellotta on domingo, maio 04, 2008 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.