Ajude a ABRAPEC

Acesse o site da Associação Brasileira de Assistência às Pessoas com Câncer - ABRAPEC, conheça o trabalho da entidade e ajude.

Web Rádio E5 traz os melhores flashbacks

Com programação 24h, emissora do Portal E5 traz os grandes sucessos dos Anos 70, 80 e 90, do Rock e da MPB.

Colorado do Brás disputa Grupo Especial após 25 anos

A Escola de Samba Colorado do Brás está no Grupo Especial em 2019 com o samba-enredo "Hakuna Matata - Isso é Viver". Saiba mais.

Adote um cão ou gato na UIPA

Existente há 123 anos, União Internacional Protetora dos Animais fica no Canindé. Conheça o trabalho da entidade e faça sua adoção.

Jornal faz 29 anos em Jantar Oscar Dourado

O Jornal do Brás comemorou 29 anos de ação dia 20 de outubro, programando desde já o 23º Jantar Anual Jornal do Brás dia 11 de dezembro no fulgurante Salão Boate Pyramidys do Clube Atlético Juventus.

segunda-feira, 19 de março de 2012

Prêmio às Mulheres

Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, comemorado oficialmente em 8 de março, a empresa Elite Eventos e o Clube Associação Atlética Guapira realizaram, dia 16 de março último, o "12º Prêmio Dia Internacional da Mulher".
Estiveram presentes as cantoras Yasmin Amaral e Cleuza Dias, o cantor Luigi Venutti, Elaine de Abreu, Primeira Princesa do Carnaval, eleita em 2010, e ilustres personalidades da Zona Norte de São Paulo.









Cantora Yasmin Amaral, brilhante como sempre






















Em seguida, a homenagem




























O forró gostoso da cantora Cleuza Dias 


























Cleuza Dias recebe sua homenagem. Ao lado dela, Alba Medardoni, presidente da Associação Amigos do Mirante do Jd. São Paulo e vereador Kamia


















Música italiana, com Luigi Venutti






















Yasmin Amaral e Elaine de Abreu














Texto e Fotos: Eduardo Cedeño Martellotta / Jornal do Brás.

quinta-feira, 15 de março de 2012

O Valor do Jornal de Bairro


Pedro Nastri *

O Brasil é o segundo país com o maior número de jornais de bairro no mundo.
Somos mais de três milhões de exemplares distribuídos gratuitamente, porta a porta, semanalmente. Faça chuva ou faça sol. Um número expressivo se levarmos em conta a tiragem dos grandes veículos de comunicação.
Somos nós que vivemos o dia-a-dia da comunidade a que pertencemos; atendemos os anseios de nossa região; informamos coisas da comunidade; alavancamos o comércio local; cobrimos os eventos regionais, que para muitos não têm a menor importância; cobramos, junto as Subprefeituras, o fechamento daquele buraco feito na calada da noite; levamos as informações menosprezadas pelos grandes órgãos de imprensa, enfim, somos os autênticos representantes de nossa comunidade.
Entretanto, embora exista uma lei que regulamenta a destinação de uma fatia da verba publicitária dos Governos aos Jornais de Bairro, esta não vem sendo cumprida como deveria.
“Se tivesse que decidir se devemos ter governo sem jornais ou jornais sem governo, eu não vacilaria um instante em preferir o último” . Thomas Jefferson, (1743 - 1826), estadista e ex-presidente dos EUA.

* Pedro Oswaldo Nastri é Jornalista, Diretor da API - Associação Paulista de Imprensa e Assessor de Imprensa - Instituto do Câncer Dr. Arnaldo Vieira de Carvalho. 

segunda-feira, 12 de março de 2012

Valdivia aposta na volta por cima

Jorge Luis Valdivia Toro, ou simplesmente Valdivia, El Mago, 28 anos, ganhou o status de ídolo durante a sua primeira passagem pela Sociedade Esportiva Palmeiras, sendo coroado como grande destaque do time que conquistou o Campeonato Paulista de 2008. Mas, desde a sua volta ao time alviverde, ocorrida oficialmente em 26 de julho de 2010, o meia não tem repetido as excelentes atuações daquele período áureo.
O venezuelano de Maracay e naturalizado chileno Valdivia chegou ao Palmeiras em 5 de agosto de 2006, vindo do Colo-Colo, por 3,5 milhões de dólares, valor que correspondia, na época, a 8 milhões de reais. Assinou contrato por três temporadas, ganhando inicialmente cerca de 400 mil dólares por ano. Poucos dias após sua chegada, o então técnico do Palmeiras, Tite, disse a seguinte frase: "Não tenho dúvidas que Valdivia triunfará no Brasil." 
E não é que o "profeta" Tite estava certo? Valdivia disputou, nesse primeiro período pelo clube alviverde, 93 partidas, assinalando 24 gols. No Paulista de 2008, Valdivia ajudou o Palmeiras a vencer o São Paulo F.C, na segunda partida das semifinais, no Estádio Palestra Itália, futura Arena Palestra Itália.  No segundo tempo daquele jogo, o Palmeiras já vencia, quando, após cobrança de escanteio para o Tricolor, Valdivia saltou e cortou o lance, deixando a bola de sobra para Lenny, que em um rápido contra-ataque tocou para Wendell. Este arrancou e, de frente com Rogério Ceni, tocou para Valdivia marcar e praticamente liquidar a partida.
No dia 4 de maio de 2008, o Palmeiras encarava a Ponte Preta pela segunda partida das finais do Paulista. Valdivia coroou seu brilhante campeonato aos 27 minutos do segundo tempo, quando o Verdão ganhava por 2 a 0: o Mago marcou de fora da área, após se livrar de dois marcadores, gol este presenciado inclusive por seus pais, que vieram do Chile especialmente para a ocasião. Alex Mineiro ainda faria outros dois gols, e o Palmeiras conseguiu de volta um título que não conquistava havia 12 anos. Após a partida, na comemoração Valdivia disse: "Tirando o nascimento da minha filha, esse é um dos dias mais felizes da minha vida." 
                                             Valdivia, em 2008, no melhor momento da sua carreira
Felicidade que durou pouco. Durante o Campeonato Brasileiro daquele ano, na partida contra o Flamengo, Valdivia é substituído, e, agindo como criança, contrariado, passa pelo técnico Vanderlei Luxemburgo, indo direto para os vestiários. Luxemburgo, perguntado após a partida sobre o assunto, respondeu: "Se Valdivia se sentir bem apenas jogando, que peça para deixar o clube". Alguns dias antes, o técnico tinha dado a seguinte declaração: "Valdivia está com a cabeça no futebol europeu." 
Logo no dia seguinte, o meia pediu desculpas pelo fato ocorrido, ao dizer que não era um jogador ruim para o grupo. Começava ali uma crise que culminaria na sua saída, dois jogos depois. Valdivia acabou sendo negociado com o Al-Ain FC, dos Emirados Árabes, recebendo o equivalente a 500 mil reais por mês, fora uma luva de 1,5 milhão de reais no ato da transferência. Lá, marcou 20 gols, disputando 36 jogos.
Sua ótima performance pelo clube árabe acabou trazendo-o de volta ao Palmeiras, em 2010. No dia 8 de agosto, o craque assinou contrato, onde declarou: “Voltei para ser campeão”. 
Em menos de 3 dias, após sua reapresentação Valdivia teve sua camisa como a mais vendida, na loja oficial do clube. Desde então, a vida de Valdivia no Palmeiras é marcada por más atuações, contusões e muitas polêmicas.
Já nas primeiras partidas, a cena que provocou sua saída do clube se repete. Valdivia é tirado de campo e mostra sua insatisfação, reclamando com o técnico Luiz Felipe Scolari e fazendo cara feia. Nas partidas seguintes, devido a contusões na coxa, também é substituído.  É cortado da seleção chilena para o amistoso contra o Uruguai.
A situação já era ruim e ficou pior ainda quando Valdivia deixou claro que sua paciência estava no limite.
No dia 26 de outubro de 2011, o colunista Léo Dias, do jornal "O Dia", publicou em sua coluna fotos do jogador chileno beijando uma mulher. O episódio aconteceu em São Paulo, no dia 4 de fevereiro, mas apenas 8 meses depois, as imagens vieram a público porque, ainda de acordo com a coluna, o jogador ameaçou o fotógrafo Grizar Júnior, e o caso foi parar na polícia. O fotógrafo afirmou que o jogador estava alcoolizado e ofereceu dinheiro para que nada fosse divulgado.
Se as noitadas, álcool e mulheres contribuíram ou não para a queda de Valdivia no Palmeiras, o certo é que desde que voltou, o Mago marcou apenas sete gols. Muito pouco para quem é uma das principais apostas da torcida esmeraldina.
Este ano, voltou ao time do Palmeiras no jogo contra o São Caetano, válido pelo Campeonato Paulista, após ficar seis jogos fora por lesão.
                                                        Estátua de Valdivia, fundador de Santiago
Embora as lesões o atrapalhem, Valdivia aposta na recuperação dentro dos gramados: “Aos poucos, vou retomar o meu futebol e ajudar a equipe”, disse o Mago, ao jornal Lance!. Agora, Valdivia já dá sinais de melhora, e num milagre de Santa Teresa de Los Andes ou de San Gennaro, fez o primeiro gol na temporada, após um jejum de quase cinco meses – foi no dia 16 de outubro de 2011 que ele havia balançado as redes pela última vez, na derrota por 2 a 1 contra o Fluminense pelo Campeonato Brasileiro.
No chocolate (a Páscoa antecipada) de 6 a 2 enfiados no Botafogo, em Ribeirão Preto, Marcos Assunção levantou a bola pela esquerda e o Mago desviou de cabeça, contando com o desvio de Marquinhos para finalmente marcar um gol e tirar o peso de si.
Valdivia pode não ter sido ídolo no clube chileno Universidad Concepción, no espanhol Rayo Vallecano ou no suíço Servette, mas no Verdão e no Colo-Colo do Chile, El Mago é Rei e continua sendo o grande xodó da torcida, e mais ainda, galã das mulheres. Em Santiago do Chile, Valdivia é estátua, numa homenagem não ao jogador, mas ao fundador daquela cidade, que, por coincidência, tem o mesmo nome.
Quiçá Valdivia, ao lado de Barcos, Marcos Assunção e companhia, volte a fazer a torcida palmeirense feliz, com muitos gols, e a ajudar o Palmeiras a conquistar títulos, que não vêm há quatro anos.


Web TV E5

Web Rádio E5 24h

Web Rádio Boa Demais

Jornal do Brás

Jornal do Brás - Últimas Notícias

Jornal do Brás no Facebook

Folha de S. Paulo - Em Cima da Hora

OVNIs e ETs

OVNIs e ETs
Site do Portal E5. Tudo sobre Ufologia

Arquivo do Rádio

Arquivo do Rádio
Viaje no tempo e relembre áudios registrados ao longo da história do Rádio no Brasil

Boletins na Rádio Terra AM

Boletins na Rádio DaCidade AM

Categorias