novembro 2021 - Portal E5

segunda-feira, 1 de novembro de 2021

Novembro Azul: campanha reforça o cuidado com a saúde do homem

novembro 01, 2021 0

Pesquisa revela que 60% dos homens só vão ao médico com doenças em estágio avançado



Um levantamento realizado pelo Centro de Referência da Saúde do Homem, órgão da Secretaria de Estado da Saúde, mostrou que 60% da população masculina só vai ao médico quando, de modo geral, doenças já estão em estágio avançado, um dado preocupante e que reforça ainda mais a importância de movimentos em prol da saúde masculina, como o Novembro Azul.

Essa campanha traz uma reflexão indispensável a respeito do bem-estar do homem, sobretudo em relação ao câncer de próstata, doença que, ainda hoje, é cercada de tabus, medos e preconceitos.

Segundo Fábio Cantinelli, médico psiquiatra da Clínica Maia especializado em oncologia, o tabu é uma questão que passa pelo medo e, quando falamos de câncer de próstata, o medo toma duas dimensões: uma relacionada ao câncer, e outra associada à masculinidade.

"Apesar de observarmos, aos poucos, uma mudança na mentalidade da população, receber um diagnóstico de câncer é algo ainda tratado como uma sentença de morte, então, na cabeça de muitos, existe a relação de que ‘se eu for ao médico, eu posso descobrir que eu tenho uma doença e, se eu não for, eu não corro esse risco’ ", afirma o especialista.

Além disso, o machismo que impera em nossa sociedade, ao longo dos anos, fez construir uma imagem negativa do exame para prevenção desse tipo de câncer, que envolve o famoso exame de toque, que é cercado de preconcepções em relação à masculinidade, à hombridade e à virilidade masculina. Assim, muitos homens deixam de ir ao médico regularmente e acabam descobrindo a doença em estágios mais avançados. Fábio acredita que esse preconceito tem diminuído com o tempo, principalmente pelo papel da imprensa.

"A mídia e as campanhas temáticas, como o Novembro Azul, estão levando cada vez mais informações importantes para diminuir esse estigma, desmistificar questões relacionadas à doença, estimular os homens a fazerem o exame de próstata, e falar sobre a importância de um diagnóstico precoce", comenta o psiquiatra.

Para quebrar todo o receio e tabu que envolve a próstata, Cantinelli explica que os homens precisam entender que o exame realizado é tranquilo, necessário e que traz muito benefício, porque quanto mais precoce for o diagnóstico, maiores são as chances de tratamento. Assim, o exame de PSA (antígeno prostático específico) e, quando necessário, o exame de toque são fundamentais para o combate ao câncer de próstata.

Vale ressaltar que quando a doença é detectada, durante o tratamento, o paciente terá todo o suporte do médico, que vai acompanhar sua evolução também em relação à saúde mental, e assim poderá encaminhá-lo para um suporte especializado com psicológico e/ou psiquiátrico, se preciso. "O estresse inicial, o medo da morte, de ficar acamado, de ‘dar trabalho’ e de ter dor são fatores que podem contribuir para o desenvolvimento de um quadro depressivo no paciente. Por isso, é fundamental o médico, os familiares e as pessoas que estão ao redor ficarem atentas para sugerir um acompanhamento com psicoterapia e até mesmo com uso de medicações, se necessário. Procurar ajuda faz toda a diferença nesse momento delicado!", conclui.

FONTE: TIME COMUNICAÇÃO

  

São Cristóvão Saúde conquista Selo Ouro SINASC

novembro 01, 2021 0

Pela 11ª vez, Hospital e Maternidade São Cristóvão é contemplado com premiação em categoria de instituições idôneas e alto padrão de qualidade



Premiado pela pontualidade na digitação e qualidade dos dados registrados, o Hospital e Maternidade São Cristóvão foi contemplado, pela 11ª vez, com o Selo Ouro SINASC - Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos. A categoria ouro é dada a instituições idôneas, que mantém o padrão de qualidade das informações.

Criado pela Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo, o Selo tem por objetivo reunir as informações relativas aos nascimentos ocorridos em todo o território nacional. A fonte dos dados é a Declaração de Nascidos Vivos (DNV), padronizada pelo Ministério da Saúde, com cerca de 52 variáveis, entre as quais podem ser destacadas: duração da gestação, peso do recém-nascido, parto cesária ou vaginal, idade da mãe, local de ocorrência e tipo do parto.

No Hospital e Maternidade São Cristóvão, a premiação foi dada pela pontualidade de digitação dos dados e a qualidade de informações sobre nascidos vivos, referente ao ano de 2020. "O selo, conquistado pelo Grupo São Cristóvão Saúde por 11 vezes comprova que nós, como instituição de saúde de referência, cumprimos com o padrão de qualidade da coleta, processamento de dados, fluxo e divulgação das informações sobre os nascidos vivos. Estamos muito felizes e orgulhosos por mais essa premiação", declara Caroline Amaro, Diretora de Estratégia e Gestão do Grupo São Cristóvão Saúde.

Sobre o Grupo São Cristóvão Saúde

Administrado pela Associação de Beneficência e Filantropia São Cristóvão, o Grupo São Cristóvão Saúde é constituído pelas seguintes Unidades de Negócio: Hospital e Maternidade Geral, Plano de Saúde, oito Unidades Ambulatoriais, Filantropia, Centro de Atenção Integral à Saúde (CAIS), Instituto de Ensino e Pesquisa (IEP) e Hotel Recanto São Cristóvão, localizado em Campos do Jordão. Referência em saúde, na Zona Leste de São Paulo, a Instituição completou 109 anos em dezembro de 2020. Através da gestão administrativa dirigida pelo CEO/Presidente, Engº Valdir Pereira Ventura, tem sido promovida uma grande modernização e expansão em sua estrutura física e tecnológica, investido em equipamentos, certificações e profissionais qualificados. Atualmente, o Hospital e a Maternidade aumentaram a capacidade de internação passando de 171 para 275 leitos, além das oito Unidades dos Centros Ambulatoriais, Centro Laboratorial Américo Ventura (CLAV) e do Centro de Atenção Integral à Saúde que realizam diariamente milhares de consultas, proporcionando qualidade assistencial às mais de 160 mil vidas do Plano de Saúde.

O atual Presidente/ CEO do Grupo São Cristóvão Saúde, Engº Valdir Pereira Ventura, é também o Vice-Presidente da ACSP - Associação Comercial de São Paulo e o 1º Diretor Financeiro da FEHOSP- Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes do Estado de São Paulo.

Fonte: PR Consulting Americas

Premiação São Cristóvão Saúde

Crescem golpes para roubo de informações pessoais

novembro 01, 2021 0

 

Ataques usam a chamada engenharia social, que consiste na manipulação psicológica
do usuário para fornecimento de informações confidenciais, como senhas e números
de cartões; saiba sobre os golpes aplicados e como eles devem ser evitados


 

Desde o começo da pandemia da Covid-19, os criminosos têm aproveitado a maior permanência das pessoas em casa e o crescimento exponencial de transações digitais para aplicar golpes na população. Destacam-se os crimes que usam a engenharia social, que consiste na manipulação psicológica do usuário para que ele lhe forneça informações confidenciais, como senhas e números de cartões para os criminosos, ou faça transações em favor das quadrilhas.

Levantamento feito pela FEBRABAN (Federação Brasileira de Bancos) mostra o crescimento de 165% nos golpes de engenharia social no primeiro semestre de 2021 em comparação com o semestre anterior (2º de 2020).

No período analisado:

• A incidência do golpe do falso motoboy, fraude muito comum durante a pandemia, se mantém como uma das principais investidas dos criminosos e registrou aumento de 271%

• O volume de ocorrências do golpe da falsa central telefônica e do falso funcionário, aumentou 62%.

• Os ataques de phishing (golpe eletrônico que visa obter dados pessoais do usuário, como mensagens e e-mails falsos que induzem o usuário a clicar em links suspeitos ou ainda páginas falsas na internet que induzem a pessoa a revelar dados pessoais) cresceram 26%

Para o diretor da Comissão Executiva de Prevenção a Fraudes da FEBRABAN, Adriano Volpini, a população ainda tem um comportamento de segurança no mundo digital diferente da que adota diante do mundo físico, em que as pessoas já se acostumaram a tomar cuidados com carteiras, pertences e celulares, quando estão em locais públicos e de grande movimentação. Conscientemente as pessoas sabem o que podem ou não podem fazer, nota Volpini. Mas esse discernimento não é tão comum no mundo digital como deveria.

"A FEBRABAN e seus bancos associados investem constantemente e de maneira massiva em campanhas e ações de conscientização em seus canais de comunicação com os clientes para orientar a população a se prevenir de golpes e a ter segurança em suas transações no ambiente digital. Queremos contribuir para o desenvolvimento da consciência digital no Brasil", diz o diretor.

Além da realização de campanhas educativas, os bancos investem cerca de R$ 2,5 bilhões por ano em cibsersegurança, valor que corresponde a cerca de 10% dos gastos totais do setor com Tecnologia da Informação (TI), para garantir a tranquilidade de seus clientes em suas transações financeiras cotidianas.

Campanhas de educação digital

A FEBRABAN mais 25 bancos e a Acrefi (Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento) encerraram nesta sexta-feira, dia 29, a 2ª edição da Semana da Segurança Digital em 2021, que tem o objetivo de promover a conscientização da sociedade para uso dos canais digitais de forma segura. Nas redes da Federação, a comunicação antifraudes e golpes prosseguirá de forma ininterrupta por meio do site antifraudes da FEBRABAN

A FEBRABAN também lançou no dia 13 de outubro em redes de TVs abertas e fechadas sua campanha para alertar e orientar a população a se prevenir de fraudes intitulada Pare & Pense #Pode ser Golpe. A campanha traz informações e dicas para que clientes bancários se protejam de golpes aplicados por criminosos atualmente, como o do falso motoboy, da troca de cartão, de pedidos de dinheiro pelo WhatsApp e da falsa central ou do falso funcionário de banco.

Adicionalmente, os bancos também atuam em parceria com forças policiais para auxiliar na identificação e punição de criminosos virtuais. Desde 2015, a FEBRABAN fechou um acordo de cooperação técnica com a Polícia Federal, chamado Operação Tentáculos, para o combate às fraudes eletrônicas bancárias. Neste período, através dos trabalhos de inteligência e investigação da Polícia Federal, já foram deflagradas mais de 60 operações como Boleto Real, BR 153, Creeper, Valentina, entre outras.

A Federação também apoiou o processo de tramitação da lei 14.155, sancionada em maio, que prevê punições severas para fraudes e golpes cometidos em meios eletrônicos. O texto alterou o Código Penal brasileiro para agravar penas como invasão de dispositivo, furto qualificado e estelionato praticados em meio digital, além de crimes cometidos com o uso de informação fornecidas por alguém induzido ao erro pelas redes sociais, contatos telefônicos, mensagem ou e-mail fraudulento.


Conheça os principais golpes aplicados e como eles devem ser evitados

 

Golpe do Falso Motoboy

Como é

O golpe começa quando o cliente recebe uma ligação do golpista que se passa por funcionário do banco, dizendo que o cartão foi fraudado. O falso funcionário solicita a senha e pede que o cartão seja cortado, mas que o chip não seja danificado. Em seguida, diz que o cartão será retirado na casa do cliente. O outro golpista aparece onde a vítima está e retira o cartão. Mesmo com o cartão cortado, o chip está intacto e os fraudadores podem utilizá-lo para fazer transações e roubar o dinheiro da vítima.

Como evitar

Fique atento! Os bancos nunca pedem o cartão de volta nem mandam portadores até a sua casa para buscá-lo. Se receber esse tipo de ligação ou visita, não entregue nada para ninguém e ligue imediatamente para o seu banco, de preferência de um celular, para saber se existe algum problema com a sua conta.


Golpe da Falsa Central de Atendimento

Como é

O fraudador entra em contato com a vítima se passando por um falso funcionário do banco ou empresa com a qual ela tem um relacionamento ativo. Informa que sua conta foi invadida, clonada ou outro problema e, a partir daí, solicita os dados pessoais e financeiros da vítima. E até mesmo pede para que ela ligue na central do banco, no número que aparece atrás do seu cartão, mas o fraudador continua na linha para simular o atendimento da central e pedir os dados da sua conta, dos seus cartões e, principalmente, a sua senha quando você a digitar.

Como evitar

Se receber esse tipo de contato, desconfie na hora. Desligue e entre em contato com a instituição através dos canais oficiais, de preferência usando o celular ou aplicativos móveis, para saber se algo aconteceu mesmo com sua conta. O banco nunca liga para o cliente pedindo senha nem o número do cartão e também nunca liga para pedir para realizar uma transferência ou qualquer tipo de pagamento.


Golpe no WhatsApp

Como é

Os golpistas descobrem o número do celular e o nome da vítima de quem pretendem clonar a conta de WhatsApp. Com essas informações em mãos, os criminosos tentam cadastrar o WhatsApp da vítima nos aparelhos deles. Para concluir a operação, é preciso inserir o código de segurança que o aplicativo envia por SMS sempre que é instalado em um novo dispositivo.

Os fraudadores enviam uma mensagem pelo WhatsApp fingindo ser do Serviço de Atendimento ao Cliente do site de vendas ou da empresa em que a vítima tem cadastro. Eles solicitam o código de segurança, que já foi enviado por SMS pelo aplicativo, afirmando se tratar de uma atualização, manutenção ou confirmação de cadastro. Com o código, os bandidos conseguem replicar a conta de WhatsApp em outro celular, têm acesso a todo o histórico de conversas e contatos. A partir daí, os criminosos enviam mensagens para os contatos, passando-se pela pessoa, pedindo dinheiro emprestado.

Desconfie de pessoas pedindo dinheiro ou seus dados por aplicativos de mensagem. Geralmente os golpistas apelam para alguma urgência falsa e pedem depósitos e transferências via Pix para contas de terceiros ou então para pagar alguma conta.

Como evitar

Primeiro, proteja o seu WhatsApp de invasões e clonagens. Nas configurações do aplicativo, clique em "Conta", depois em "Confirmação em Duas Etapas" e ative essa funcionalidade de segurança com uma senha. Você diminui a chance de golpistas roubarem seu número. E nas configurações de privacidade, deixe a sua foto de perfil pública apenas para os seus contatos, assim ninguém a utiliza para golpes. Nunca compartilhe o código de segurança. E caso receba mensagens de parentes ou conhecidos pedindo dinheiro emprestado, confirme a identidade de quem está do outro lado.


Golpe da troca do cartão

Como é

Golpistas que trabalham como vendedores prestam atenção quando você digita sua senha na máquina de compra e depois trocam o cartão na hora de devolvê-lo. Com seu cartão e senha, fazem compras usando o seu dinheiro. O mesmo pode acontecer com desconhecidos oferecendo ajuda no caixa eletrônico. Eles se aproveitam de alguma dificuldade sua no terminal eletrônico para pegar rapidamente o seu cartão e depois devolver um que não é seu, ao mesmo tempo que espiam sua senha.

Como evitar

Fique sempre atento na hora das compras. Confira se é mesmo o seu nome impresso no cartão devolvido e, se possível, passe você mesmo o cartão na maquininha em vez de entregá-lo para outra pessoa. Nos caixas eletrônicos, procure funcionários do banco devidamente uniformizados, não aceite ajuda de desconhecidos.


Golpe do link falso

Como é

Um golpe em que normalmente ofertas muito atrativas chegam por e-mail ou redes sociais como iscas para que os usuários informem seus dados como número de CPF, conta, cartões e senhas. Essas mensagens também podem instalar vírus e aplicativos que roubam seus dados por meio de links maliciosos, permitindo os golpistas acessarem todas as suas contas.

Como evitar

Desconfie de mensagens que você não pediu ou aprovou, e de ofertas em que o desconto é tentador demais. Fique atento ao e-mail do remetente, empresas de grande porte não utilizam contas privadas como @gmail, @hotmail ou @terra e entidades públicas sempre usam @gov.br ou @org.br. Em caso de links, confira se o endereço da página corresponde ao correto. Em caso de dúvida, não clique.


Golpe do falso leilão

Como é

Golpistas criam sites falsos de leilão, anunciando todo tipo de produto por preços bem abaixo do mercado. Depois pedem transferências, depósitos e até dinheiro via Pix para assegurar a compra. Geralmente apelam para a urgência em fechar o negócio, dizendo que você pode perder os descontos. Mas nunca entregam as mercadorias pagas. Além disso, os fraudadores podem se aproveitar para roubar informações importantes como CPF e número de conta das vítimas.

Como evitar

Sempre pesquise sobre a empresa de leilões em sites de reclamação e confira o CNPJ do leiloeiro. Nunca faça transações financeiras em sites que não tenham o cadeado de segurança no navegador e certificados digitais para transações, nem faça transferências para contas de pessoas físicas.


Golpe do falso empréstimo

Como é

Organizações criminosas se passam por falsas instituições financeiras e oferecem empréstimos com condições muito vantajosas para o consumidor. As quadrilhas fazem anúncios em sites na internet e oferecem crédito, com condições muito atrativas, inclusive, prometem liberação fácil de dinheiro para consumidores negativados. Quando o interessado preenche o cadastro nestes sites fraudulentos, os bandidos entram em contato e pedem que ele assine um suposto contrato, mas, sem que o usuário perceba, colocam cláusulas impondo multas, caso haja desistência. Para que o falso empréstimo seja liberado, os bandidos pedem o pagamento de taxas e impostos e dizem que a prática é normal.

Como evitar

A FEBRABAN alerta que não existe nenhum tipo de empréstimo em que a pessoa tenha que fazer qualquer tipo de pagamento antecipado, seja de impostos, de preenchimento de cadastro ou de supostos adiantamentos de parcelas, e esclarece que este tipo de abordagem é fraude. Em todas as operações de crédito regulares, o cliente recebe o dinheiro e não tem que pagar nada para obter o empréstimo. Desconfie de sites na internet que ofereçam crédito com condições vantajosas. Sempre pesquise e verifique se a instituição é autorizada pelo Banco Central a oferecer empréstimos

 

Fonte: Imprensa FEBRABAN - Federação Brasileira de Bancos

 

Web Rádio E5 Ao Vivo

Compre o livro "Vamos falar de Jundiaí?"

"Vamos falar de Jundiaí?", 2° livro solo de Eduardo Martellotta

Meu segundo livro solo, "Vamos falar de Jundiaí?" traz a história desta linda e pujante cidade do interior de SP, conhecida como a...

Web TV E5



Câmeras CET - São Paulo-SP

Web Rádio E5 - Site

Web Rádio Boa Demais

Boletins na Rádio DaCidade AM

Boletins na Rádio Terra AM

Arquivo do Rádio

Notícias da Ufologia

Notícias da Ufologia
Site mais antigo do Portal E5, agora reformulado. Tudo sobre Ufologia.