Entenda a importância da biossegurança na prevenção do coronavírus

 















Educadora do Senac EAD oferece dicas sobre procedimentos de segurança que colaboram no combate à transmissão de doenças

 

A biossegurança é um conhecimento que abrange diversos setores econômicos, pelo fato de oferecer orientações quanto a riscos físicos, químicos, biológicos e radioativos. Em razão da importância do tema, o Senac EAD oferece uma capacitação sobre Biossegurança em Esterilização, com objetivo de atualizar profissionais de saúde sobre procedimentos de segurança e prevenção a diversos tipos de contaminação.

 

As técnicas apresentadas no curso esclarecem os participantes sobre os cuidados que devem ser adotados a fim de impedir ou minimizar a transmissão de microorganismos e vírus, como o que causa a Covid-19.

 

A docente Adriana Silva, do Senac EAD, exemplifica situações do cotidiano, nas quais os conhecimentos em biossegurança fazem a diferença e resultam em mais segurança para a população. "Um atendente de farmácia ou supermercado está exposto diariamente a vários riscos de contaminação por atender muitas pessoas ao longo da jornada de trabalho. Quando o profissional tem conhecimento sobre técnicas de desinfecção do ambiente laboral, ele pode contribuir na prevenção de diversas infecções, incluindo o coronavírus", detalha.

 

Uso e descarte de EPIs

 

A utilização de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) como máscaras, óculos de proteção e luvas aumentaram exponencialmente, em razão de serem indicados como medidas preventivas de contaminação. Em contrapartida, observa-se que muitas pessoas não têm conhecimento sobre o descarte correto, o que pode implicar na disseminação de doenças.

 

"Para realizar o descarte correto, primeiramente é necessário levar em consideração o risco apresentado. O mesmo EPI utilizado em funções diferentes pode ofertar maior ou menor risco. Contudo, na atual situação devemos considerar máscaras, óculos e luvas como equipamentos contaminados. Por isso, o ideal é que estejam em sacos plásticos bem fechados, colocados junto com o lixo do banheiro. Só depois desses cuidados serão descartados em lixo comum", esclarece a especialista.

 

De acordo com cartilha de orientação publicada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)* aos profissionais de saúde, os materiais descartados não devem jamais ser colocados no lixo sem os devidos cuidados, e em algumas situações recomenda-se a incineração.

 

Outra informação apontada pela docente é de que as pessoas evitem compartilhar os equipamentos com outras pessoas, bem como seguirem as recomendações sobre tempo de uso, de acordo com as orientações do fabricante e da Anvisa. "Essa atitude pode prevenir a disseminação de microorganismos entre a população, do contrário aumenta o risco de contaminação e consequentemente, doenças", ressalta.

 

Na qualificação oferecida pelo Senac EAD, os temas abordados são abrangentes, dando aos participantes informações atualizadas sobre higienização das mãos, uso de EPIs, estrutura física da central de material de esterilização, métodos, equipamentos, produtos utilizados e processo de desinfecção e esterilização.

 

Adriana elencou cinco dicas que a população deve adotar, a fim de minimizar os riscos de contaminação por coronavírus, confira:

 

- Higienização das mãos, apesar de ser uma atitude simples é muito eficaz como forma de prevenção de transmissão de doenças e com a Covid-19 não é diferente;

 

- Uso de máscaras, respeitando as orientações de higienização das mãos antes e após sua colocação e retirada. É válido destacar a importância de realizar descarte correto;

 

- Evitar retirada da máscara incluindo quando entrar no carro, pois, quanto menos vezes retirar menor a chance de se contaminar. Quando oferecer carona para alguém, mantenha o uso da máscara, ainda que se trate de um familiar ou colega de trabalho. Afinal, a pessoa pode estar contaminada e transmitindo o vírus;

 

- Realizar limpeza de locais compartilhados como a copa do local de trabalho e da residência, antes e após o uso. Caso utilize refeitórios e compartilhe a mesa com alguém, evite conversar e mantenha distância segura;

 

- Ao sinal de qualquer sintoma procure um médico para que possa ser acompanhado e monitorado. O procedimento evitará possíveis complicações, caso esteja infectado pelo vírus, além de prevenir a transmissão.

 

Fonte:*Cartilha Anvisa:

http://portal.anvisa.gov.br/documents/219201/5764725/Perguntas+e+respostas+-+2+edi%C3%A7%C3%A3o/b17ce39e-33c1-46c1-a6c0-77eae3226846

 

Sobre o Senac EAD

 

Com mais de 70 anos de atuação em educação profissional, o Senac foi pioneiro no ensino a distância no Brasil. A primeira experiência nesta modalidade se deu em 1947 com a Universidade do Ar, em parceria com o Sesc, que ministrava cursos por meio do rádio.

 

A partir de 2013, com o lançamento do portal Senac EAD, a instituição ampliou a sua atuação em todo o país. Hoje, oferece um amplo portfólio de cursos livres, técnicos, de graduação, pós-graduação e extensão a distância, atendendo todo o Brasil e apoiados por mais de 350 polos presenciais para avaliações.

 

Acesse a programação completa de cursos do Senac EAD em http://www.ead.senac.br Há também uma programação diversificada de cursos presenciais que pode ser conferida em www.senac.br

 

 Fonte: In Press Porter Novelli

 

Postar um comentário

0 Comentários