outubro 2021 - Portal E5

segunda-feira, 18 de outubro de 2021

Subprefeitura Brás/Pari próxima de ser concretizada

outubro 18, 2021 0

CCJ da Câmara Municipal aprova parecer de legalidade

                                            

Eduardo Martellotta - Portal E5

 

Em reunião ocorrida no dia 29 de setembro último, a CCJ – Comissão de Constituição, Justiça e Legislação Participativa da Câmara Municipal de São Paulo aprovou, com oito votos favoráveis e um contrário, parecer de legalidade ao PL (Projeto de Lei) 260/2021, que cria a Subprefeitura Brás/Pari/Canindé e altera os limites territoriais da Subprefeitura Mooca.

De acordo com o texto do projeto, de autoria do vereador brasense Adilson Amadeu (DEM), o limite territorial da Subprefeitura Brás/Pari/Canindé corresponderá à divisão geográfica da área dos distritos do Brás e Pari,  instituídas pela Lei nº 11.220/92, com suas respectivas descrições.

Na justificativa, o “Peixão”, como é conhecido, argumenta que a criação da subprefeitura atende “um antigo apelo da sociedade, em especial daqueles que vivem na região do Brás, Pari e consequentemente o bairro do Canindé, que entendem ser necessário ter sua própria subprefeitura, desvinculando-se da Sub Mooca, pois diante de suas atuais especificidades e demandas encontram dificuldades”.

A criação da Subprefeitura Brás/Pari/Canindé é uma antiga reivindicação do saudoso diretor-presidente do Jornal do Brás, Milton George Thame, nos idos de 1990. O vereador Adilson Amadeu abraçou a ideia, logo no seu primeiro mandato como vereador, a partir de 2005. Esta nova Subprefeitura desvincularia o Brás e o Pari da Subprefeitura Mooca, que ainda agrupa outros quatro distritos: Belém, Tatuapé, Mooca e Água Rasa.


                                                     Foto: Afonso Braga – Rede Câmara 

Entrevista do vereador Adilson Amadeu ao saudoso diretor do Jornal do Brás, Milton George Thame, na Câmara Municipal, em 2008. Arquivo do jornalista Eduardo Martellotta

 

 

Frases, Pensamentos ao Sabor do Tempo !

outubro 18, 2021 0

  

                                  ADRIANO AUGUSTO DA COSTA FILHO,  POETA  Adrianinho Costa *

      

      

       A  COR PRETA E A BRANCA SÃO IGUAIS, A DIFERENÇA É O COLORIDO !

 

       O TEMPO NÃO EXISTE, É  SEMPRE IGUAL, É CRIAÇÃO HUMANA !

 

       A ÁGUA  DO PLANETA, É SEMPRE A MESMA,RIOS,MARES,POÇOS E NUVENS !

 

       SER VELHO, NADA MAIS É DO QUE UM SONHO QUE ESTÁ PARTINDO.

 

       O PLANETA TERRA, NADA MAIS É DO QUE A CASINHA DOS CACHORRINHOS,

 

       A  VIDA É UMA IMENSA FLORESTA, ENTRAMOS NELA E NÃO SABEMOS QUANDO SAIR.

 

       A  SAUDADE MORA NO NOSSO CORAÇÃO, A TODO INSTANTE NOS DÁ EMOÇÃO.

 

        OS VELHOS AMORES LEMBRADOS, ESTÃO PRESOS  NO CORAÇÃO.

 

        NO FUTURO LEMBRAMOS DO PASSADO E NELE SÓ RECORDAÇÕES. PERDIDAS.

 

        A DIVINA PROVIDÊNCIA NOS DEIXOU A SAUDADE, A ÚNICA COISA BELA DA VIDA.

 

       TODOS NÓS TEMOS A CORDA DO DESTINO,ELA SOA COMO UM GRANDE SINO.

 

       O AMOR, NINGUÉM O DEFINIU,  NASCE NUM MINUTO E MORRE A CADA HORA.

 

       UM DIA VAMOS VISITAR AS ESTRELAS E SENTIREMOS OS SEUS PERFUMES.

 

       A AVAREZA É O DESEJO DESORDENADO DOS BENS TERRENOS.

       

       NUM ESPELHO TODOS NÓS NOS MIRAMOS,NELE É A MOSTRA DO QUE SOMOS.

 

       O PASSADO FICOU  LÁ ATRÁS, MAS ELE ESTÁ SEMPRE PRESENTE.

 

       DA NOSSA INFÂNCIA QUERIDA,HOJE SÓ TEMOS AS LEMBRANÇAS DOS VELHOS CAMPOS FLORIDOS.

 

       NO ENTARDECER DA EXISTÊNCIA, OS GRANDES PENSAMENTOS, SÓ NOS VÃO DAR TORMENTOS.

 

       QUANDO FORMOS TODOS VELHINHOS,SEREMOS OLHADOS DE LADO COMO MARTELOS ENFERRUJADOS.

 

       O JOVEM É BELO NO SEU ESPLENDOR, O VELHO O JOVEM CONSIDERA UM  HORROR.

 

       O POETA MOSTRA AO MUNDO O SER EXELSO, MAS, NUNCA O SER HUMANO O PODERÁ VER.

 

       QUANDO SE NASCE JÁ VIVIAMOS NOS CORPOS DE NOSSOS PAIS,NASCEMOS E MORREMOS E NUNCA SABEMOS.

 

       SER VELHO, NADA MAIS É  DO QUE COISA SEM VALOR, CASACO ESPARRADO EM CIMA DE UM BOTÃO, A NÃO SER QUE  A ALMA CANTE PARA CADA PEDAÇO DE SUA VESTE MORTAL !!!    

 

                     



* Adriano Augusto da Costa Filho, é poeta e escritor, pertence à Casa do Poeta Lampião de Gás de São Paulo e ao Movimento Poético Nacional, é membro da Associação Paulista de Imprensa - API

 

Pandemia acentua extrema pobreza no mundo

outubro 18, 2021 0


São Paulo, 15 de outubro de 2021- Em 17 de outubro é o Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza, data designada para abordar essa temática que tem se tornado cada dia mais urgente, principalmente com as consequências da pandemia que agravaram essa situação. Segundo relatório divulgado pela Fundação Bill e Melina Gates, a pandemia do COVID-19 já arrastou cerca de 31 milhões de pessoas no mundo inteiro para uma situação de extrema pobreza. De acordo com a ONG Child and Family Foundation (CFF), que mantém projetos sociais de ajuda humanitária para crianças, jovens e famílias desfavorecidas em todo o mundo, esta é uma emergência global, que acarreta em vulnerabilidade, fome e inúmeras mazelas sociais.

Somente no Brasil, segundo dados da FGV Social, antes do COVID-19, em 2019, eram pouco mais de 23 milhões de pessoas que viviam abaixo da linha da pobreza. Atualmente, já são quase 28 milhões nesta triste situação de vulnerabilidade social. Outro estudo, feito pelo economista e pesquisador da FGV, Daniel Duque, mostrou que das 27 capitais do Brasil, 18 apresentaram aumento na taxa de extrema pobreza, que é considerada quando a renda per capita é igual ou inferior a R$160 reais por mês, padrão de referência utilizado pelo Banco Mundial.

Mesmo que a pandemia já dê sinais de melhora com a vacinação em massa e uma retomada da economia comece a ser desenhada, o impacto causado na educação e nas finanças de muitos brasileiros, devido aos altos índices de desemprego, não será amenizado em pouco tempo.

"É importante nos conscientizarmos dessa triste realidade que vem se agravando a cada dia e lembrar que muitos se encontram na situação de extrema pobreza, levando a diversas consequências que colocam em risco a vida dessas pessoas, como fome crônica, miséria, desabrigo e doenças. Por isso, é extremamente importante que a sociedade mas também e, principalmente, as empresas apoiem verdadeiramente o trabalho de organizações sociais e participem das diversas ações que eles promovem para auxiliar e buscar a mudança nesse cenário", comenta Davi Damazio, Diretor Geral da myWorld no Brasil, grupo internacional que dá suporte a duas ONGs de atuação mundial: a Child & Family Foundation e a Greenfinity Foundation, que desenvolve projetos voltados para a preservação do meio ambiente e a sustentabilidade. Além de ter uma parcela de cada transação feita na plataforma da empresa alocada diretamente para as duas instituições, os funcionários participam ativamente das atividades e ações de ambas as fundações.

A Child & Family Foundation reconhece o problema global da extrema pobreza e possui ativamente 95 projetos para tentar auxiliar uma mudança nesse cenário. No Brasil, a ONG atua desde 2008, atravessando fronteiras culturais e étnicas para fornecer apoio a crianças, adolescentes e famílias vulneráveis, sob o princípio norteador da educação.

Um desses projetos para erradicar a pobreza é o "Projeto Têxtil", realizado no Ceará, na cidade de Parajuru, oferece às mulheres um centro profissional de aprendizagem com cursos educacionais, oficinas têxteis e os equipamentos necessários para que elas possam se profissionalizar e garantir sua renda própria, buscando alcançar sua independência financeira.

Outro importante projeto que acontece anualmente no Brasil e ao redor de todo o mundo é a campanha ‘Angel for a Day’, com voluntários que se inscrevem para fazer um dia de atividades, brincadeiras e doações para crianças carentes de instituições espalhadas pelo Brasil com o intuito de oferecer um dia muito especial para cada uma delas. Desde a chegada da pandemia, não tem sido possível realizar a ação presencialmente, mas, a ONG, juntamente com a myWorld, está desde o ano passado promovendo campanhas educativas sobre saúde e fazendo doações de alimentos, produtos de limpeza e higiene para as famílias assistidas pelos programas.

Agora, neste momento crucial de volta às aulas em grande parte dos países, outro problema encontrado tem sido muitos a grande evasão escolar, principalmente em países mais pobres como o Brasil. Neste sentido, a CFF vem atuando na construção de escolas, incentivando e auxiliando as crianças retornarem às aulas, com compra de uniformes, materiais e doações. Recentemente, a ONG já conseguiu ajudar cerca de 2.500 crianças a retornarem ao ambiente escolar, em 10 escolas de 7 países ao redor do mundo.

 

   Child & Family Foundation atua em diversos projetos de ajuda humanitária no Brasil e no mundo | Reprodução

Sobre a Child & Family Foundation


De acordo com o princípio orientador ‘Educação. Oportunidades. Futuro ", a Child & Family Foundation ajuda crianças, jovens e famílias desfavorecidas em todo o mundo. Nos últimos anos, a associação beneficente promoveu e implementou aproximadamente 95 projetos de assistência e educação em 41 países e, ao fazê-lo, mudou a vida de milhares de crianças e suas famílias para melhor. Mais informações em www.childandfamily.foundation.

Sobre a MyWorld

A myWorld é um consórcio que reúne uma ampla gama de marcas e empresas. Com seu Programa de Benefícios, a myWorld oferece a 15 milhões de consumidores, atraentes Benefícios de Compras, como Cashback e Shopping Points, em 150.000 Parceiros em todo o mundo, assim como no Marketplace Online da myWorld. Já os Parceiros myWorld se beneficiam de eficientes programas de fidelidade do cliente. Algumas das subsidiárias da myWorld incluem o provedor de serviços de negócios, a myWorld 360 AG e a plataforma de viagens, a travelWorld. Como parte de suas atividades de Responsabilidade Social Corporativa, a myWorld apoia projetos educacionais e ambientais implementados pela Child & Family Foundation e pela Greenfinity Foundation. Atualmente, a myWorld está representada em 55 países. Mais informações podem ser encontradas em myWorld.com.

Fonte: JB Press House 



 


Extra Hiper vende 71 lojas para o Assaí

outubro 18, 2021 0


                                         Extra Hipermercado do Morumbi - Foto: GPA Malls

A Companhia Brasileira de Distribuição – GPA (PCAR3) e a Sendas Distribuidora – Assaí (ASAI3) informaram dia 14 de outubro último, que o conselho de administração de ambas as companhias aprovou uma transação envolvendo a conversão de lojas Extra Hiper operadas pelo GPA em cash & carry, que passarão a ser operadas pelo Assaí. 

A transação envolve 71 pontos comerciais localizados em diversas unidades federativas do Brasil. Por meio de memorando de entendimentos vinculante, o GPA cederá ao Assaí lojas operadas sob a bandeira Extra Hiper em imóveis próprios e locados de terceiros, bem como dos respectivos contratos de locação, podendo também envolver aquisição pelo Assaí de equipamentos existentes nas lojas. 

O preço total estimado da transação a ser recebido por GPA é de até R$ 5,2 bilhões, dos quais R$ 4 bilhões deverão ser pagos pelo Assaí, de forma parcelada, entre dezembro de 2021 e janeiro de 2024. O valor de R$ 1,2 bilhão restante será pago por um fundo imobiliário ao GPA pela compra de 17 imóveis próprios do Grupo. Já o Assaí celebrou memorando de entendimentos com o fundo imobiliário para locação dos imóveis adquiridos por 20 anos, renováveis por igual prazo. 

Para Jorge Faiçal, CEO do GPA, “a transação representa uma oportunidade única de intensificar o foco e a aceleração da expansão dos negócios de maior rentabilidade da companhia por meio dos segmentos premium e de proximidade, notadamente com as bandeiras Pão de Açúcar, Minuto e Mercado Extra, além de reforçar a posição de liderança do GPA no varejo e e-commerce alimentar no país. O GPA pós transação representará uma plataforma com grande potencial de crescimento e reduzida alavancagem. A bandeira Extra Hiper será descontinuada e as lojas não abarcadas pela transação serão convertidas em formatos com maior potencial de rentabilidade.” 

Para Belmiro Gomes, CEO do Assaí, “a transação permitirá uma importante aceleração da expansão combinada ao fortalecimento dos resultados através da conversão de lojas em pontos comerciais excepcionais, localizados em regiões adensadas e com baixa sobreposição com a plataforma atual de lojas do Assaí. Este movimento é suportado pelo comprovado modelo de sucesso implementado na abertura de mais de 150 lojas na última década, das quais mais de 25 lojas oriundas do Extra Hiper, sendo que estas apresentaram rápida maturação de vendas e resultado superior à média da companhia.”

Coronavírus

(14/10) O mundo registra 239.642.888 de casos de coronavírus e 4.882.474 mortes, confirmadas pela Universidade Johns Hopkins.

Painel Vacinas Covid-19 Brasil:  Doses Distribuídas pela União: 310.498.347. Doses aplicadas: 247.067.891.

A Prefeitura de São Paulo anunciou dia 14 de outubro último, em entrevista coletiva, que o uso de máscaras em locais públicos na capital paulista continuará sendo obrigatório. Qualquer decisão sobre mudanças nas diretrizes para o uso de máscaras só deverá acontecer em um prazo de 20 ou 30 dias, já que a capital paulista quer completar o ciclo vacinal da segunda dose em toda a população. O prefeito Ricardo Nunes (MDB) acredita que a vacinação será completada entre os dias 10 e 15 de novembro.

Informações fornecidas pela ADVFN Brasil.

sexta-feira, 1 de outubro de 2021

Ônibus aderem ao Outubro Rosa

outubro 01, 2021 0

Objetivo é lembrar da importância do diagnóstico precoce do câncer de mama


A SPTrans informa que, entre os dias 1º e 31 de outubro, 1.105 ônibus do sistema de transporte público de São Paulo-SP vão circular caracterizados com a marca do Outubro Rosa, campanha de conscientização sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

Serão quatro ônibus adesivados nas laterais pela empresa Sambaíba e um pela viação Transcap. Outros 1.100 ônibus, também da Sambaíba, receberão o laço rosa identificando a campanha na parte frontal.

Além do laço, o ônibus da Transcap vai circular com a frase: “A melhor atitude contra o câncer de mama é a prevenção”. Os ônibus da Sambaíba terão desenhos de mulheres de diferentes etnias. A finalidade é alertar para a prática de exames de rotina como prevenção da doença.


Foto: Transcap

Web Rádio E5 Ao Vivo

Compre o livro "Vamos falar de Jundiaí?"

"Vamos falar de Jundiaí?", 2° livro solo de Eduardo Martellotta

Meu segundo livro solo, "Vamos falar de Jundiaí?" traz a história desta linda e pujante cidade do interior de SP, conhecida como a...

Web TV E5



Câmeras CET - São Paulo-SP

Web Rádio E5 - Site

Web Rádio Boa Demais

Boletins na Rádio DaCidade AM

Boletins na Rádio Terra AM

Arquivo do Rádio

Notícias da Ufologia

Notícias da Ufologia
Site mais antigo do Portal E5, agora reformulado. Tudo sobre Ufologia.